quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Festival do Folclore de Olímpia

Um dos maiores festivais de cultura do país... Este é o Festival Internacional do Folclore de Olímpia (http://www.folcloreolimpia.com.br/) . Uma festa tão grande quanto sua riqueza de significado e tradições. Um encontro de culturas de todas as regiões do Brasil. Grupos folclóricos de vários estados participam todos os anos, com danças, exposições e apresentações. Esta reportagem foi feita na edição de 2008 do festival. Registramos cada momento, da chegada dos grupos, depois de horas de viagem, aos aplausos da platéia, depois das danças. Nos bastidores é impossivel não sentir a energia!! Não dá pra explicar. Só estando lá pra saber. A reportagem entrou no Globo Rural. Por isso, postei dois videos... O primeiro, é o original, veiculado na TV TEM, que ficou maior. O segundo, é a versão feita para ir ao ar no G.R., um pouco menor.

video


video

Apelidos dos Candidatos

Um dia muito legal!!
O céu estava meio nublado. Melhor assim do que enfrentar 104km de estradas debaixo de sol forte. Eu e Jovair (cinegra) viajamos de São José do Rio Preto até Paulo de Faria, cidade pequena do noroeste do estado, divisa com Minas Gerais, onde fizemos uma reportagem sobre os apelidos dos candidados nas eleições 2008. E descobrimos cada pérola!! O vt ficou engraçado... a frase simbolo daqueles eleições foi: "tenho orgulho de ser o Meleca"... Dá uma olhada ai e comente!

video

domingo, 30 de agosto de 2009

Globo Minas

Thiago Ribeiro é o nome dele!!!!
Jogador que conseguiu fama e prestigio apenas quando começou a jogar no Cruzeiro... Pra quem não se lembra, Thiago chegou a jogar no São Paulo (quando ainda não utilizava o sobrenome Ribeiro na profissão) e também no exterior no passado, até ser repatriado pelo clube mineiro...
E algo que quase ninguem sabe mesmo é que ele cresceu em Pontes Gestal, uma cidadezinha no noroeste de São Paulo... Apesar de morar com a familia em BH, nas férias ele costuma voltar pra Pontes Gestal pra rever amigos e vizinhos, bater uma bolinha com ex-futuros-craques-companheiros-de-pelada e se vira pra arranjar o que fazer nas horas vagas... Até fritar pastel para os amigos... Como mostra a reportagem.
O Vt foi um pedido da Globo Minas e só passou em BH e no noroeste do estado> A globo de lá que já havia feito uma reportagem com o Thiago em BH, simulando uma compra de passagem na rodoviária com destino a Pontes Gestal... Claro que não havia nenhuma empresa que fazia esse trajeto... E depois de acompanhar a compra da passagem (apesar de que ele foi de carro), eles queriam que acompanhassemos Thiago fazendo pastel para os amigos... tudo ensaiado, claro... Ficou muito legal a reportagem... E até o Pastel ficar pronto, demorou... levamos o dia todo nisso... rs... Vale a observação de que Thiago e a familia nos receberam muito bem. Todos são uma simpatia, sempre muito solícitos com a imprensa...

video

Série Aquecimento Global

O texto e o vídeo a seguir fazem parte da série Aquecimento Global produzida pela TV TEM. Foi uma honra ter feito um dos capítulos da série...Justo na minha parte, as principais entrevistas e eventos foram realizados em São Paulo. A reportagem é grande, mas é uma aula sobre o que está acontecendo com o Planeta. Vale a pena assistir. Este texto abaixo foi escrito para o site da série. É só clicar nele para ler em tamanho maior... O vídeo está logo abaixo do texto.

video

Globo Rural Borracha

Esta reportagem entrou no Globo Rural semanal, de domingo... A apresentação foi do Evaristo Costa. A matéria conta o bom momento vivido pelo país na produção de borracha... O Brasil não produz latex suficiente para a demanda nacional... Isso significa que nosso país tem um mercado promissor e em expansão... É uma cultura lucrativa. Um único pé de ceringueira produz latex por até 40 anos...
O produtor só tem um investimento alto nos 7 primeiros anos de plantio, quando ainda não aconteceu a primeira sangria (a primeira extração de borracha). Depois, meus amigos, o lucro é garantido...

video

A Vida no Campo

Um repórter de afiliada, do interior, não tem editoria fixa. Não que seja uma regra, mas é que não há mão de obra para tanto. E, claro, quanto mais as empresas puderem sugar um funcionário para que ele faça de tudo, evitando o gasto com a contratação de outra pessoa, assim será.
Apesar disso (de não poder fazer apenas esporte. que era que eu mais curtia), se tem uma coisa que eu aprendi a gostar é das pautas rurais. Primeiro, porque geralmente são feitas em sítios, chácaras e fazendas distantes dos centros urbanos. Isso significa que nunca dava tempo de voltar pra redação pra fazer uma segunda matéria nequele mesmo dia. A "lonjura" nos permitia fazer um material mais bem produzido, no capricho e com calma. Segundo, que, paulistano da gêma como eu, tudo no mundo rural era uma surpresa, um aprendizado. Histórias que minha mãe, nascida em Santa Adélia, me contava, eu começava a presenciar. Não tinha um dia que eu não chegava com o sapato sujo de terra... Não vencia limpar, como dizem no interior.
A nossa equipe com a pressa enraizada nas mentes, tentava sempre agilizar as coisas... Mas o carinho e atenção doado pelo povo do campo impedia que fossemos muito ligeiros. Sempre tinha uma frutinha pra degustar, um cafezim pra tomar, um queijim pra experimentar. E era como se conhecessemos as pessoas há muito tempo. Um tratamento sem igual. Sempre fomos muito bem tratados.
Se tudo era perfeito? NUNCA... rs
A primeira grande dificuldade era entender o caminho que o produtor tinha descrito na pauta pra chegar ao local da entrevista. Pra evitar stress, o telefone do estrevistado já estava lá na pauta. Já sabíamos que teríamos qur ligar, pra poder chegar. Mas esse era o menor dos problemas.
Quantas vezes chegamos na casa ou propriedade do entrevistado e o horário de marcação estava errado, ou o entrevistado não estava? Pior, muitas vezes ele estava lá, mas não sabia qual era o assunto da reportagem e, consequentemente, não ficou sabendo que teria que atrasar a ordenha daquela bendita vaca premiada, que seria filmada. Nesse caso, ou se cancela a reportagem e a pauta é remarcada (hipótese remota) ou se simula uma ordenha, sem mostrar detelhes mais suculentos da teta da vaca despejando aquele leite quentinho e branquinho.

Um dos aprendizados foi pra fazer esta reportagem aí abaixo. A matéria entrou no Globo Rural e conta a história de produtors de Limão do noroeste de SP, da cidade de Urupês, que vendem os produtos direto pro comerciante, sem atravessador no negócio. Muito interessante.

video

terça-feira, 25 de agosto de 2009

Imperador no Tricolor

Dando um tempo na overdose Palmeirense (veja os posts anteriores), coloco agora um video do
São Paulo, disputando o Paulistão de 2008, jogando contra o Mirassol (que fazia sua estréia no campeonato)... Estádio José Maria de Campos Maia lotado pra ver o imperador Adriano... Tudo bem que nos jogos anteriores a essa partida, ele não tinha feito muita coisa e ainda teve um problema de comportamento (que não me lembro qual foi), mas a expectativa era grande.
A produção do Globo Esporte de SP me ligou... "Rafael... a gente não quer que vc narre o jogo, os lances, nada disso... Nosso Vt vai ser sobre o Adriano... Fica focado nele... Como o Sportv vai transmitir, vamos ter imagens do jogo aqui, não precisa se preocupar com a partida em si, faça o Vt preocupado com o Adriano, jogue ele bem ou não.... "... Pouts... que dureza...
Minha missão, então, era: tentar estruturar na cabeça um tipo de texto sem me preocupar tanto com detalhes do jogo... fazer um comportamento do Adriano. Mas ter em mente dois tipos de textos diferentes... um, levando-se em conta que o jogador foi fundamental pro tricolor... e outro, considerando que ele mais uma vez não teria jogado bem... Por quê pensar nessas possibilidades antes do jogo? Porque, eu teria que fazer as entrevistas com a torcida, além da minha passagem, antes de saber o resultado...
Como o Adriano não jogou nada, não dava pra fazer milagre no vt.... E a assessoria do São Paulo blindou o Adriano... ele não deu entrevista... Muricy sempre ranzinza, até que respondeu nossas perguntas.... O repórter Renato Peters (http://twitter.com/RENATOPETERS) assistiu a reportagem e me deixou um recado no Orkut me parabenizando e lemantando: "Pena que o Adriano não jogou nada...". Pena mesmo, senão as histórias do jogo e do Vt teriam sido outras... E é assim, nem sempre a gente consegue deixar o nosso material de trabalho redondinho, como gostaríamos... Valeu a experiência.

video

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Imprensa Esportiva


Depois de fechar essa semana muito bem (veja os posts anteriores), nada melhor que uma foto pra relembrar a turma que se unia pra fazer jornalismo, nas ruas das cidades do interior de São Paulo, desbravando o desconhecido e enfrentando o que poderia parecer dificil...
Galera da imprensa de Rio Preto, na sala de coletiva do Teixeirão, depois do primeiro de 2 jogos que o Palmeiras fez em Rio Preto no início de 2008... Nesse dia tinha jogado com o Guaratinguetá, que era lider do Paulistão). Nessa foto, nós da TV TEM (Eu, Carlão e Jova), a turma da Record (aí só aparece o Ditinho), do SBT (querida Vanessa), e da Band de Prudente (meu camarada Leo Bianchi, que hoje está na TV TEM de Bauru, e Well Valsechi, hoje na Globo de SP... além do Ferdinando Ramos, fotografo...

Palmeiras x Guarani - Paulistão/2008

A semana do primeiro trimestre de 2008 foi fantástica... (veja os dois posts anteriores). O Palmeiras, com o está em reforma jogou duas partidas em São José do Rio Preto, no estádio Teixeirão. Na época, pra quem não se lembra, o time estava há 3 jogos sem vencer... E a imprensa da capital já começava a falar em crise (um exagero, eu sei, mas não fui eu quem disse isso)... E mais uma vez a Globo São Paulo nos ligou... "Rafael, como o jogo do Palmeiras vai ser no sábado à noite, queremos um Vt pro Esporte Espetacular do domingo... "caracaaaaaa, tá me zuando", pensei...
A instrução era: faça uma coisa descontraida, com a torcida... Evite narrar o jogo, lance a lance, porque senão, fica parecendo melhores momentos do show do intervalo..... Fomos lá... Um mundarel de camisas verdinhas pra todos os lados...
Nossa equipe: Eu e João Selare... Esse cinegra é sensacional... dos melhores que eu já trabalhei... Ele não é apartador de botão.. é Repórter Cinematográfico no sentido literal da função... participa das reportagens, dá idéia pro repórter, avisa quando faz alguma imagem diferente, pro repórter poder colocar no texto, se quiser... Enfim, esse cara me ajudou pra caramba.. e a reportagem ficou bem bacana... Por sorte conseguimos sonoras ótimas de torcedores bem engraçados... Dá uma olhadinha ai na reportagem, vai....

video

Stand Up no SPTV

Uma meia hora depois do treino que nós cobrimos (veja o Post anterior), mais uma solicitação de São Paulo pra nós... "Rafael, vai lá no portão principal do Teixeirão e grava um Stand Up de um minutos... coisa curta, sobre o treino pra entrar no SPTV da capital"... Opa, lá fomos nós... resumi as informações que conseguimos do treino anterior e gravamos... O resultado é esse ai... eu todo largado no vídeo, cansadaço...rs... Mas o importante é que entrou... O video foi editado pra ficar menor, mas pra poder entender melhor foi o seguinte: O Chico e Carla, nessa época, chamavam um reporter do nucleo de esportes de São Paulo pra falar da rodada do futebol e este repórter é que chamava as notícias do interior... Nesse dia foi Felipe Diniz...

video

Treino Palmeiras

Caiu na Rede é... ponto com o chefe. Esta foi a minha primeira reportagem de esporte a entrar em rede... Em janeiro de 2008. Fiquei pouco contente, né? rs... Me lembro que logo que eu comecei a trabalhar em Rio Preto, passei a fazer algumas reportagenzinhas de treinos dos times de futebol da região e curti cada momento... Aliás, sempre tive tesão de fazer esporte, por isso nunca foi dificil ter inspiração pra fazer textos razoavelmente concisos e diretos.
Neste dia, me lembro que a chefe da produção me ligou e disse "Rafael, pára essa reportagem que você tá fazendo (nem lembro qual era), a Globo São Paulo ligou. Eles querem que a vocês cubram o treino do Palmeiras no Teixeirão, pro Globo Esporte de amanhã". Eu gelei... frio na barriga total... Pouts, como é que eu ia fazer isso de uma maneira diferente? Sim, porque materia de treino e jogo todas as Tv´s fazem... O objetivo ali era procurar um diferencial.... O chefe pegou o telefone e "Losekann (meu apelido entre os colegas de Rio Preto), tenta fazer uma coisa bem legal, curiosa, pra cima!!... Vai lá garoto!!!"... Tá, mas como?, eu pensei...
O treino era com portões fechados... O Vanderlei Luxemburgo impediu a entrada da imprensa...
Minutos antes dessa ligação, eu tinha feito uma entrada ao vivo dentro do jornal das 19h pra falar da presença do Palmeiras por lá... A nossa UMJ - Unidade Móvel de Jonalismo - (aquele furgão que carrega aquela antenona que fecha o sinal dos links) ainda estava lá... Foi quando alguem da equipe deu a idéia "porque o cinegra não sobe na UMJ e filma de lá? Com certeza vai dar pra ver..." Foi o que fizemos... filmamos poucos minutos... até sermos descobertos pela comissão tecnica do Palmeiras...
Seguranças brutamontes chegaram no portão e nos ameaçaram... "Pode parar de filmar AGORA!!!!... Tá proibido filmar hoje... Se não parar, vamos chamar a polícia..."... Tá bom... paramos... mas não tínhamos material suficiente pra fechar o Vt... Olhei pro céu e pedi ajuda...rs ... Ao mesmo tempo, reparei nos altos prédios que existiam do outro lado da rua do estádio.
Ahhhh, não deu outra... de lá de baixo, vi um morador na sacada olhando pra nós... eu gritei "Pode subir aiiiiiii só pra fazer uma imagens??????????"... ele respondeu "Claro que pode!!!! O Estadão já tá aqui"... Subimos... Tinha um reporter do Lance e outro do Estadão com seus notebooks e conectados à internet móvel para transmitir fotos e textos pra capital... Um espécie de QG improvisado, que me lembrou o hotel onde se hospedaram alguns jornalistas brasileiros durante a guerra do Iraque, citado por Sergio Davila no seu livro Diário de Bagdá... conseguimos filmar parte do treino, e descobrimos que o goleiro Marcos estaria de volta à meta alvi-verde...

Segredinho do Vt: quando o treino foi liberado pra imprensa, entramos no gramado e conversamos com o Luxa, que nos avisou que não daria entrevista naquele momento. Por coincidencia, Luxemburgo conversava com o ex-goleiro palmeirense Veloso, que na época era técnico do América de Rio Preto (time dono no estádio Teixeirão, onde o Pelmeiras treinava e jogou naquela semana).
Veloso, que acostumou ver as nossas caras nos treinos do América, nos apresentou formalmente pro Luxembugo. "Ô Valnderlei, esses amigos são da TV TEM, a globo daqui, que é do Jotinha (J. Hawilla, dono do grupo TV TEM e parceiro fincenceiro do Palmeiras, na ápoca).
Vanderlei: "Ahhhhhhh, eram vocês que estavam tentando filmar do lado de fora, né? (risada, muita risada). Bom, se vocês são do Jotinha, então, tudo bem... "
E todos viveram felizes...

video

Esporte na veia...


Trabalhar na TV TEM de São José do Rio Preto foi incrível!!!!
Tive a oportunidade de me especializar no que eu sempre gostei, esportes. A região não tem um super time de futebol, mas até que é bem representada pelo Mirassol na séria A-1 do Paulistão (que terminou entre os 10 melhores, entre 20, nas duas temporadas que disputou até agora) e antigamente foi orgulhosamente representada pelo América de Rio Preto (hoje na A-2), que chegou a fazer jogos espetaculares contra o Santos de Pelé, em 1964 (ano em que ganhou do Santos por 2 a 1)... O América, porém, anda afundado em dívidas, que ultrapassam milhões de reais (perdeu até o centro de treinamento para pagamento de dívidas, não contrata mais jogadores de peso há anos)... Enfim, a região noroeste do estado, que já teve na elite do Paulistão o Catanduvense de Catanduva (hoje na A-2) e o Novo Horizontino de Novo Horizonte, recentemente teve a participação também do Rio Preto, time mais antigo que o América, mas que chegou pela primeira vez na série A-1 em 2008, mesmo ano em que foi rebaixado para a série A-2. A variedade de times, ainda que em situação ruim, é um prato cheio pra imprensa da região. Poder receber Palmeiras, São Paulo , Corinthians e Santos, atrai torcedores do estado todo... É incrivel... As cidades respiram futebol... sim, apenas futebol... Não há outro esporte que polarize tanta atenção do que o futebol no interior do estado... Salvo excessões, como o Basquete em Catanduva, Ourinhos, Americana....

Legendas das fotos: na primeira à esqueda, ao alto, Jovair Tomé... à direita está este que vos escreve... Ambas tiradas no estádio do Mirassol.
Na foto seguinte de boné azul, filmando, está João Selare "Alemão" captando o treino do Rio Preto. Logo abaixo, meu material de trabalho nos dias de jogos (papel, caneta, radinho, mic e celular da tv).
Abaixo mais fotos...
Eu e Alemão esperando o treino do Rio Preto começar, protegidos do sol de 40 graus...

Alemão arrumando equipamento, enquanto alguns jogadores do Rio Preto esperam instruções do preparador físico.

Leo Freitas, meu ex-chefe, tomando um picolé na cabine de transmissão do estádio do Rio Preto, acompanhando nosso trabalho, num dia de jogo.

quinta-feira, 23 de julho de 2009

Cirurgia Trata Depressão

Bem, amigos... Depois de duas semanas bebemorando o 1° lugar no Prêmio Unimed de Jornalismo, volto a publicar as reportagens que fiz. A de hoje é sobre um tratamento novo contra um tipo de depressão que destroi a vida de uma pessoa. Poucos sabem que o T.O.C., transtorno obsessivo compulsivo, é um tipo de depressão. Assisti até uma peça de Teatro que falava sobre os diferentes tipos de T.O.C., de maneira bem humorada. Vale a pena ver. A peça está, atualmente, em cartaz no Teatro Cultura Artistica , com um elenco muito legal de ver. Entre os atores, Marcia Cabrita.
Pra quem tá fora da situação, realmente é engraçado, mas quem passa por isso não vê a menor graça. O T.O.C. era considerado, até pouco tempo, um transtorno raro, porque os especialistas identificavam apenas as formas mais graves. Os sintomas mais leves, eram considerados "manias", "fraquezas". Fazer coisas repetidas repetidas vezes e falar coisas repetidas vezes, como se não tivesse feito ou falado são só alguns exemplos de sintomas leves de TOC. Mania de limpeza exagerada e verificar se uma porta está trancada dezenas de vezes num dia, são outros exemplos. Na internet dá pra pesquisar bastente sobre o asunto. Como um site especial criado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul.
A reportagem que eu fiz foi sobre o desespero de um paciente, de cerca de 38 anos, que não sabia mais como conviver com a doença. O raciocinio não se organizava. Ele não conseguia se socializar, porque era visto, inevitavelmente, como louco por outras pessoas. Tinha várias "manias" que atrapalhavam a vida dele. E não conseguia ter dominio sobre elas. A cirurgia foi o ultimo passo em busca de uma vida melhor. O método é novo ainda no Brasil. Os médicos identificam no cérebro o ponto exato responsável por aquela mania. Um equipamento faz um pequeno buraco no crânio na direção do local "doente". A área é então "inutilizada". Em outras palvras, com o procedimento que você vai ver a seguir, esta área morre... Permitindo que o paciente não sinta mais o que sentia.

video

quinta-feira, 9 de julho de 2009

GANHEI O PRÊMIO


Sei que este Blog é por ordem cronológica... Mas tenho que dar uma pausa nas histórias pra falar de um reconhecimento muito legal. GANHEI O PRÊMIO UNIMED DE JORNALISMO.... Sim, a entrega do prêmio foi nesta quarta-feira à noite, no Hotel do Silvio Santos, no Guarujá... rs... Ele não estava lá, mas quem se importa? Ganhei o prêmio, isso me deixou muito feliz... Ganhei um trofeu lindo e pesadinho, viu... rs... Depois comemorei tomando um pró-seco e comendo um risoto de Frutos do Mar, no Coquitel que se seguiu. O reconhecimento foi por uma reportagem que eu fiz, quando estava na TV TEM, de São José do Rio Preto, em dezembro do ano passado. Nela, conto a história de um garoto, o Gabriel, que nasceu cego e que, com a ajuda das pessoas, tem a possibilidade de ter uma vida mais feliz e confortável. Vale a menção aos amigos que me ajudaram nesta reportagem. Juliana Barriviera, que produziu, e Antonio Momente e Francisco Brauna (os repórteres cinematográficos). Agradecimento especial à Leo Freitas, que me incentivou a inscrever a matéria no prêmio. A reportagem entrou no programa da Ana Maria Braga. Veja.

video

sábado, 27 de junho de 2009

FIC Festival Internacional de Teatro

O Festival Internacional de Teatro de São José do Rio Preto atrai gente do país todo. E super produções, cinclusive internacionais. A movimentação é intensa, a diversidade cultural é incrível. Uma festa da cultura que vale a pena. Este ano, o festival é em Julho... http://www.festivalriopreto.com.br/


video

Reconhecimento


O Primeiro reconhecimento profissional surgiu dias antes da minha mudança de Itapetininga. Assim que os vereadores da
cidade souberam da minha saída, trataram de me fazer uma homenagem. Um requerimento de congratulações pelos meus serviços prestados como repórter na cidade. Iteptininga viveu um momento particular e inédito na história do país. O município sempre foi governado por "coroneis"... Pessoas que não se preocupavam com o crescimento e desenvolvimento. Gente mesquinha que só queria saber de ganhar dinheiro. Gente presa num passado que, ainda hoje, venera Julio Prestes (ex-governador de São Paulo e eleito Presidente em 1929), o mais ilustre Itapetiningano da história (apesar de ninguem saber que ele é de Itapetininga. Eu só soube,
porque morei lá). JUlio Prestes mereceser homenageado sim... Mas, não dá pra ficar preso nesse passado. Até hoje os mais antigos moradores têm raiva de Getúlio Vargas, autor do golpe de estado de 1930, que impediu a posse de Julio Prestes. O rancor até hoje tem motivo. Todos acreditam que a cidade teria sido mais próspera, teria se desenvolvido mais, não fosse esse golpe de estado. Tá, mas não dá pra voltar atras, certo? Então, porque permanecer estagnado? Porque não pensar em políticas para beneficiar o cidadão pobre daquela região (região conhecida como o ramal da fome do estado de São Paulo). O dinheiro vaza pelo ralo, por haver políticos corruptos. E nesta época em que trabalhei lá, toda a mesa diretora da Câmara Municipal foi cassada pela justiça, acusada de Improbidade Administrativa. Seis parlamentares (de um total de 11), de uma só vez, retirados de seus cargos... Algo nunca ocorrido antes no país. A TV TEM mostrou tudo, investigou cada parte das denuncias contra os vereadores e foi fundamental para que, com as imagens registradas, a justiça pudesse tomar a decisão... Aprendi demais com cada episódio da política local.
Em um deles, uma sessão ordinária não foi realizada por falta de quorum.. Mas onde estariam os vereadores? Eu e o rep.Cine. Fabio Campos rodamos a cidade, porque cada vereador deu uma desculpa diferente para a falta na sessão... Outros nem se justificaram... Achamos muito estranho eouvimos um boato que confirmamos ser verdade. Eles estavam em uma carreata de comemoração pela vitória do deputado Edson Giriboni, nas eleições. Ficaram totalmente desconcertados quando perceberam que estavam sendo filmados... Foi um estardalhaço na cidade. Repercussão que mostrou quem eram os vereadores, de verdade.

quinta-feira, 25 de junho de 2009

Dia dos Pais Radical

Dia dos Pais. Domingão. Solzaço. Nada de núvens no céu. Tempo quente. Dia perfeito pra se refrescar de um jeito diferente... UM SALTO MALUCO DE PARAQUEDAS... Neste dia, muitas famílias tiveram essa idéia. No Centro Nacional de Paraquedismo, em Boituva, a galera não teve medo e se jogou lá do alto. Eu e o Fabio Campos acompanhamos de perto cada detalhe dos aventureiros. Um esportezinho caro, vou te dizer. Em média, um salto custa 450 reais. Você paga a vaga no avião, o aluguel da roupa, o combustível e o resto do valor é dividido entre piloto, instrutor que salta com você, e o pagamento pelo serviço de fotografia e filmagem.... Vejam vocês mesmos. Muito Loko,,,
video

MEU SALTO... SIM, EU TAMBÉM SALTEI...
Uma semana depois da reportagem eu não tive dúvidas. Fui viver essa emoção. Não dava pra deixar passar essa chance... Era um domingão também. Fim de tarde... O Dia mais lindo e mais perfeito pra registrar essas imagens. Meu salto foi o ultimo a ser realizado naquela tarde, bem no por do sol... Sensacional... Depois que o paraquedas abre, é uma delícia curtir o visual e aquele céu alaranjado, o sol próximo do horizonte...
Uma das partes mais dificeis é quando o avião vai subindo, subindo, subindo, em forma de espiral (para não fugir do ponto de pouso), até chegar a 3.600 metros de altura. E a gente no avião, amontoado no assoalho (já que não há bancos nesse tipo de avião) e com o coração a mil por hora na ansiedade do salto. Quando chega o momento, não tem mais jeito de desistir... A sensação de suicídio é notória. CARA, VOCÊ SE JOGA NO MEIO DO NADA... Até por isso, nosso corpo nos protege... Várias pessoas com quem conversei viveram a mesma situação: nesse exato momento de se lançar do avião, você apaga por milésimos de segundo. Como se fosse um sistema de proteção do nosso corpo, pra não sofrer... Rapidamente, o instrutor bate no nosso ombro, a gente retoma a conciencia e abre os braços pra curtir o salto... São 2 mil metros de queda livre, rosto esticado pela força do vento... Nem dá tempo de sentir frio. A Sensação é insana, como uma entrevistada havia me falado uma semana antes. Todo mundo tem que viver isso pelo menos uma vez na vida... Minha aterrissagem não foi bonita... hahahah... Mas, quem se importa? Diante da sensação que eu vivi, to pouco me importanto para a aterrissagem. rs


video

Cinema do Carlito

Carlito. Um afixionado por cinema. Desde a infancia fazia de tudo pra entrar escondido numa sessão. O pai era dono de um cinema e ele guarda até hoje os equipamentos. Uma reportagem muito gostosa de fazer. Rendeu... Apresentação minha e da Patricia Vieira (hoje na TV Diário de Mogi)

video

terça-feira, 23 de junho de 2009

Resgate em Cavernas

Esta foi a última grande reportagem que eu fiz, trabalhando na TV TEM de Itapetininga. Já estava com os dias contados para a transferencia para a TV TEM de São José do Rio Preto. Nesta reportagem, eu e o parceirão Evertton Momberg acompanhamos o treinamento de resgate em cavernas na região do Parque Petar, em Iporanga, sul do estado de São Paulo. Lá, o que sobrou da Mata Atlantica no estado é preservado. O lugar é muuuuuito longe da sede da emissora em Itapetininga. Foram, 3 horas de viagem. Entrando no parque foram mais 2 minutos de estrada de Terra. Evertton dirigia, quando passamos por uma pedra maior, que furou um dos pneus do carro.
Tivemos que parar. Já eram 10h da manha... Tinhamos saido de Itapê às 7h...
O Kré trocou o Pneu... Quando baixou o macaco, o carro foi ao chão novamente.
O STEP TAMBÉM ESTAVA FURADO.... foi motivo de muitas risadas... Estávamos no meio do nada, o celular não tinha sinal... Tivemos que rodar com o step murcho por 5 km... quando descemos o principal trecho da serra até o local do treinamento (por sorte estávamos perto), havia um borracheiro..
O único no meio da mata. Enquanto ele arrumava o carro, faziamos a reportagem, percorrendo o parque de carona no carro dos bombeiros, que organizaram o treinamento. Claro que, por causa desse imprevisto, a matéria não chegou à tempo na redação para ir ao ar no mesmo dia, no jornal das 19h... Chegamos na redação de volta passavam de 21h... Foi ao ar no dia seguinte... Inesquecivel... Ai embaixo, o vídeo... Vejam a beleza de lugar...


video

Miss Rural

Uma ex catadora de laranjas mudou de vida. Virou modelo. Ela foi descoberta por uma moradora de Capão Bonito, no sul do estado de São Paulo, que ao olhar para a garota, percebeu que ela tinha algo diferente. Começou a desfilar em pequenos desfiles na cidade e não parou mais.

video

Orquestra Sopra Mulheres

A primeira osquestra formada apenas por mulheres. Que garra. Que força de vontade. Muita dedicação. Um talento incrivel. Graças a ela, a reportagem fez sucesso. Repercutiu. Entrou no Bom Dia São Paulo e no Via Brasil, da GloboNews, onde foi vista por Luciano Huck. A aparição rendeu à orquestra um convite para participar do Caldeirão do Huck. Elas foram. E a data não podia ser melhor. Era o aniversário de Luciano Huck. As meninas ajudaram Angelica a cantar parabens pro Luciano, no palco. Mulheres guerreiras, corajosas, que merecem todo o destaque do mundo. Vale o crédito de imagens para o repórter cinematográfico Welington Almeida, que me ajudou a escolher as melhores imagens.

video

Trem Ambiental

Uma aula diferente. Alunos de escolas públicas de Tatuí fizeram um passeio de trem para conhecer a região. O objetivo: ver de perto o meio ambiente e criar nas crianças a concientização em preservar a natureza. A reportagem entrou no Bom Dia São Paulo.

video

Festival MPB Tatuí

Depois do Festival de Musica Brasileira, os 10 finalistas se reunem no estúdio. Sim, a cada edição, um CD é lançado pra comemorar o evento e relembrar as músicas que ficam pra posteridade.

video

O Grande Encontro

Festival de MPB do Conservatório de Tatuí. Ano de 2007. Paralelamente às disputas entre novos músicos, intérpretes, sempre uma apresentação de profissionais já consagrados. Neste dia acompanhamos o ensaio para apresentação da cantora Célia (que era também uma das juradas do Festival) e do Quinteto em Branco e Preto. Um encontro sensacional. O show foi ótimo e encerrou uma das noites de apresentação dos concorrentes ao prêmio do Festival.

video

domingo, 21 de junho de 2009

Festival de MPB


Um dos melhores festivais de MPB do país é realizados todos os anos no Conservatório Musical de Tatuí, interior de São Paulo. Muitos músicos, interpretes e compositores concorrem aos prêmios do público e dos jurados (um dos jurados, o músico Bira, entrevistado nesta reportagem). Gente do Brasil todo. Um dos grupos que mais chamou a atenção e que ficou em segundo lugar foi a Orquestra Popular Brasil de Cara... (http://www.brasildecara.com/)... a diversidade de sons e a mistura de ritmos levantaram o público. No site da Orquestra está esta reportagem e outros vídeos.. Sem contar, a agenda deles. Muito bom esse grupo. Fazer essa reportagem foi uma delícia. Passamos uma tarde inteira acompanhando os ensaios e as avaliações dos jurados.

video

quarta-feira, 17 de junho de 2009

Entrevista Leny Andrade

Leny Andrade. Os mais novos não a conhecem. Nem eu conhecia. Mas, neste dia, tive o imenso prazer de ver essa baixinha de perto. Leny, que recentemente disse, numa outra entrevista para televisão, que o único cuidado com a voz é fumar de vez em quando (e gargalhou), se apresentou no Teatro do maior Conservatório da América Latina, que fica em Tatuí. Na época, ela tinha acabado de ganhar o Grammy. Um ótimo show, uma ótima entrevista. Pena que em TV a entrevista rápida de no máximo 10 minutos é reduzida a 2 minutos na edição. Apresentação do jornal é da queridíssima Thalita Oliveira.

video

segunda-feira, 15 de junho de 2009

Morte em Coronel Macedo


Mais parece enredo de filme. Coronel Macedo, que fica há 350km de São Paulo, no sul do estado, tem uma política que faz juz ao nome. Coronelismo puro, ainda que seus moradores nem saibam a diferença disso pra uma democracia, já que a impressão que passa é que sempre foi comandada por coronéis. No caso desta reportagem, o vereador que presidia a comissão de inquérito que poderia cassar o prefeito por improbidade administrativa foi assassinado. Assim que as investigações descobriram que capangas do prefeito tinham feito o serviço, o então prefeito Tonon tratou de fugir. O clima na cidade era horrível. Aliados do prefeito e oposicionistas não se olhavam. Qualquer coisa era motivo pra discussões nas ruas. Enquanto o velório do vereador era realizado numa esquina, na outra (há cerca de 50 metros) era realizada na câmara municipal, a sessão que poderia cassar os direitos políticos do sr. Tonon. Portanto, presumam que o vereador (o presidente da comissão de inquerito) foi morto um dia antes da sessão que julgaria o prefeito. Eu e Elton Rodrigues acompanhamos tudo. Como era muito longe da tv, tivemos que dormir num hotel da cidade. Onde passávamos, sempre alguem gritava "vai embora daqui"... A imprensa era hostilizada. Os chefões da cidade estavam incomodados, não queriam que a verdade surgisse. Um vereador aparentemente honesto, no cumprimeito do seu dever, no seu primeiro mandato, pagou com a vida, para que a verdade sobre Tonon viesse à tona. O Prefeito foi cassado. Tentou everter na justiça, mas não conseguiu. Desapareceu. Muito tempo depois dessa reportagem, a polícia avisou que tinha encontrado o corpo de Tonon no litoral do Paraná. A história que chegou era a de que ele estava com duas pessoas da familia num barco em alto mar, quando caiu e se afogou. Não quero ser um Tomé, que precisa ver pra cer, mas com o dinheiro e o poder que ele tinha, não me sai da cabeça que esse cara pode ter fugido e arranjado uma identificação de um corpo qualquer para atestar uma falsa morte. Pode parecer um absurdo. Mas, como disse, tá mais pra enredo de filme.


video

Globo Rural Holambra 2

Fiz esta reportagem com meu amigo reporter cinematográfico Everton Momberg, vulgo Kré.
Foi mais um daqueles fins de semana de horas na estrada. Raposo Tavares é o melhor caminho de Itapetininga para Paranapanema, municipio onde fica o distrito de Holambra 2. É, a Holambra mais conhecida fica na região de Campinas. Mas muitos dessendentes de holandeses, se mudaram de lá e fundaram um segundo polo de flores e cultura holandesa no estado. É impressionante como os costumes passam de geração em geração e são levados a sério até pelas crianças. Chegamos lá alguns minutinhos atrasados, porque tinham muitos caminhões na rodovia e atrapalhou nossa velocidade. Ao chegar, já estavam todos no ginásio de esportes só pra participar da reportagem. Foi bem divertido...Ah, você sabia que eles usam sapato de madeira? hahaha... sim... vejam.


video

sábado, 13 de junho de 2009

Degradação Ambiental

A péssima nota de Itapetininga na destinação correta do lixo foi o MOT desta reportagem. A cidade nunca se preocupou em ter um aterro sanitário decente e foi sempre mal avaliada pela Cetesb e pelo governo do estado, sendo multada várias vezes. Mas nada muda... Pra fazer a passagem (que é quando o repórter aparece), eu e o rep.cine. Wellington Almeida fomos até o Lixão. Coisa nojenta. Um cheiro insuportavel. Milhares de moscas varejeiras (que eu apelidei de caranguejeiras, de tão grandes) não saiam de perto, tomavam conta de todos os espaços. Misturados ao lixo, dezenas de porcos e urubus. E tem gente que vive do que o Lixão produz. Em outras palavras reaproveita muitos itens que são jogados fora e revende para conseguir uma grana. Um dos "donos" da área diz que deixa os porcos lá para se alimentarem dos restos de comida, engordarem e serem vendidoso depois. Mais um dinheirinho. Sabe-se lá onde estes porcos iriam parar depois. Disse que eram vendidos para particulares. Mas quem garante que não iriam pra algum abate e depois para frigorificos clandestinos. Em época onde o cuidado com o meio ambiente é tão falado, existem cidades que não dão a mínima pra essa situação. Segue o video...

video

sexta-feira, 12 de junho de 2009

Lição de Vida

Seo Crispim... Um homem que já viveu muita coisa nessa vida e nunca deixou de lutar. Nunca deixou de sorrir. Nunca deixou de acreditar que o ser humano pode sempre ser melhor. O pedreiro concilia o trabalho com a função de professor de futebol na comunidade do jardim Itália, em Itapetininga. Centenas de crianças já passaram pelas mãos de seo Crispim. Algumas se deram bem e conseguiram passar em peneiras de times de Sorocaba e outras cidades. Foi a dona da obra onde ele trabalhava que ligou pra tv, pra sugerir uma reportagem com o pedreiro. Uma ótima história que nos dá uma lição de vida. Mas, como em toda emissora do interior, muitas vezes, falta tempo pra fazer uma reportagem assim. A estrutura é pequena, a quantidade de repórteres não é suficiente para atender a demanda pela quantidade de notícias. Na primeira vez que a reportagem foi agendada, surgiu um factual (uma notícia de ultima hora) que nos impediu que fazê-la. Ficamos sabendo mais tarde, que seo Crispim ficou chateado com nossa falha (e com razão). Os vizinhos zombaram dele... "ah, o senhor acha que a TV TEM vai vir fazer uma reportagem com o senhor? Eles têm mais o que fazer, seo Crispim.". Mas, a reportagem foi reagendada e nós, desta vez, comparecemos, pra calar a boca de quem duvidava e por justiça com o pedreiro, que dedicou parte da vida em ajudar as crianças, sem receber nada em troca. Isso mesmo, nadinha. Fazia por gosto. Não tinha obrigação, mas assim o fez. E, certamente, não será esquecido por boa parte dessas crianças.

video


Sabe aquelas horas que você está prestes a sair do trabalho e algo acontece, te obrigando a ficar mais um pouco? Pois é... episódios assim acontecem com muita frequencia na vida de um jornalista. Foi o caso desta reportagem... Eu já tinha apresentado o jornal da hora do almoço, tinha feito duas matérias à tarde, já passavam das 18h, e aí.. voilà... o telefone toca., era alguem da redação... "Onde vocês estão?". "Voltando pra Itapetininga", respondi... Estávamos em outra cidade da região, onde fizemos a segunda matéria do dia... "Então, vão para Tatuí.. a polícia avisou agora que prendeu um homem e descobriu uma quantidade enorme de produtos, que podem ser contrabandeados...". Na cabeça, só o que vinha era: "Meu Deus, eu não acredito, eu preciso descansar, to com sono e fome...". Mas a responsabilidade falou mais alto... Lá fomos nós... Chegamos na delegacia, o caminhão com a carga apreendida tinha acabado de chegar e os policiais estavam descarregando os produtos. Fizemos imagens, peguei o relatório de apreensão com os investigadores e entrevistamos o delegado. Mas ai veio outro desafio. Tínhamos que descobrir onde era o local da apreensão. Detalhe: já era noite, não conhecíamos os bairros de Tatuí direito. Pegamos o endereço com os policiais, que explicaram bem, e chegamos rápido lá... O repórter cinematográfico fez imagens e voltamos pra Itapetininga. Quando chegamos na redação, já eram quase 22h. Ainda tive que passar o off (o texto da reportagem) para o computador e gravar, na cabine de off, sozinho, porque a essa altura já não tinha mais ninguem na redação. Cheguei em casa passavam das 23h. Ainda bem que a Dona Ana, minha mãe postiça/governanta, deixou uma comidinha prontinha pra mim.... rs

video