sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Treino Palmeiras

Caiu na Rede é... ponto com o chefe. Esta foi a minha primeira reportagem de esporte a entrar em rede... Em janeiro de 2008. Fiquei pouco contente, né? rs... Me lembro que logo que eu comecei a trabalhar em Rio Preto, passei a fazer algumas reportagenzinhas de treinos dos times de futebol da região e curti cada momento... Aliás, sempre tive tesão de fazer esporte, por isso nunca foi dificil ter inspiração pra fazer textos razoavelmente concisos e diretos.
Neste dia, me lembro que a chefe da produção me ligou e disse "Rafael, pára essa reportagem que você tá fazendo (nem lembro qual era), a Globo São Paulo ligou. Eles querem que a vocês cubram o treino do Palmeiras no Teixeirão, pro Globo Esporte de amanhã". Eu gelei... frio na barriga total... Pouts, como é que eu ia fazer isso de uma maneira diferente? Sim, porque materia de treino e jogo todas as Tv´s fazem... O objetivo ali era procurar um diferencial.... O chefe pegou o telefone e "Losekann (meu apelido entre os colegas de Rio Preto), tenta fazer uma coisa bem legal, curiosa, pra cima!!... Vai lá garoto!!!"... Tá, mas como?, eu pensei...
O treino era com portões fechados... O Vanderlei Luxemburgo impediu a entrada da imprensa...
Minutos antes dessa ligação, eu tinha feito uma entrada ao vivo dentro do jornal das 19h pra falar da presença do Palmeiras por lá... A nossa UMJ - Unidade Móvel de Jonalismo - (aquele furgão que carrega aquela antenona que fecha o sinal dos links) ainda estava lá... Foi quando alguem da equipe deu a idéia "porque o cinegra não sobe na UMJ e filma de lá? Com certeza vai dar pra ver..." Foi o que fizemos... filmamos poucos minutos... até sermos descobertos pela comissão tecnica do Palmeiras...
Seguranças brutamontes chegaram no portão e nos ameaçaram... "Pode parar de filmar AGORA!!!!... Tá proibido filmar hoje... Se não parar, vamos chamar a polícia..."... Tá bom... paramos... mas não tínhamos material suficiente pra fechar o Vt... Olhei pro céu e pedi ajuda...rs ... Ao mesmo tempo, reparei nos altos prédios que existiam do outro lado da rua do estádio.
Ahhhh, não deu outra... de lá de baixo, vi um morador na sacada olhando pra nós... eu gritei "Pode subir aiiiiiii só pra fazer uma imagens??????????"... ele respondeu "Claro que pode!!!! O Estadão já tá aqui"... Subimos... Tinha um reporter do Lance e outro do Estadão com seus notebooks e conectados à internet móvel para transmitir fotos e textos pra capital... Um espécie de QG improvisado, que me lembrou o hotel onde se hospedaram alguns jornalistas brasileiros durante a guerra do Iraque, citado por Sergio Davila no seu livro Diário de Bagdá... conseguimos filmar parte do treino, e descobrimos que o goleiro Marcos estaria de volta à meta alvi-verde...

Segredinho do Vt: quando o treino foi liberado pra imprensa, entramos no gramado e conversamos com o Luxa, que nos avisou que não daria entrevista naquele momento. Por coincidencia, Luxemburgo conversava com o ex-goleiro palmeirense Veloso, que na época era técnico do América de Rio Preto (time dono no estádio Teixeirão, onde o Pelmeiras treinava e jogou naquela semana).
Veloso, que acostumou ver as nossas caras nos treinos do América, nos apresentou formalmente pro Luxembugo. "Ô Valnderlei, esses amigos são da TV TEM, a globo daqui, que é do Jotinha (J. Hawilla, dono do grupo TV TEM e parceiro fincenceiro do Palmeiras, na ápoca).
Vanderlei: "Ahhhhhhh, eram vocês que estavam tentando filmar do lado de fora, né? (risada, muita risada). Bom, se vocês são do Jotinha, então, tudo bem... "
E todos viveram felizes...

video

Um comentário:

  1. ahahahah! O triste mesmo é fazer todo esse sacrifício pelo Palmeiras! bjs

    ResponderExcluir