segunda-feira, 8 de junho de 2009

Quando é pra ser, nada impede

Andando pelos bairros próximos da emissora, descobri um lugar pra alugar. "Tem uma vizinha que tá alugando uma casa nos fundos do quintal dela", disse Dona Ernestina, ao sair do Bar, depois de comprar refrigerante. O bar foi o último lugar que eu procurei, já desesperado por não achar nada. {capítulo à parte é a falta de imóveis em condições razoáveis para se alugar nessa cidade}. Dona Ernestina me levou até Dona Ana. Conversei cerca de 5 minutos. Ela me apresentou a casa e disse que já havia duas pessoas na frente, interessadas em alugar. Mas que era pra eu voltar no dia seguinte. Se ninguem desse respósta, a casa era minha. Fiquei o dia todo feliz, mas angustiado pela incerteza. Torcendo e pedindo a Deus pra que reservasse aquela casa pra mim. Dia seguinte cheguei lá, ansioso. "Oi Dona Ana.. e aí?"... Sorridente, a simpática senhorinha retirou devagar a placa de "aluga-se" da garagem e me disse "Eu fui tanto com a sua cara que nem fiquei em casa hoje para não correr o risco de encontrar com as duas pessoas que estavam na sua frente...A casa é sua!". Era ou não era pra ser?

Nenhum comentário:

Postar um comentário